A noite de demônios

A noite de demônios


Corpo estremecido

Olhar Maligno
A escuridão às 3h
Traz meus amigos


Sem temor

Cada vez mais terror
Uma noite de horror


Em minha cama

Onde tudo acontece
O lençol não me aquece
Tão pouco me protege


São eles!

Os demônios…
Bebem do meu vinho
Cravam uma rosa de sangue em minhas costas


Pacto!

Foi feito
Entreguei-me ao meu pesadelo


As camadas que me prendem…

Demônios cantam
Dançam…
Comemoram o meu sofrimento


Ganhou mais um!

Mais uma alma manchada da morte
Mais uma alma que se tornará impiedosa
Vivendo de tormentos


Fumaça de cigarro inunda o meu quarto

Meu último gole da vida
O vinho da taça se findou
Assino a minha sentença…

 

Acordo!
Os demônios haviam gozado de mim
Rasgaram minha carne
Perdi a minha alma, enfim.

 

Por: LunBaker; 06/06/2016

Anúncios

4 comentários sobre “A noite de demônios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s