Lua…

postlua

Oh, Lua!
Diga-me: 
Por onde anda o meu amado?
Em todos os momentos, sinto a sua falta
É como um vazio impossível de ser preenchido
Sinta a ausência de seus beijos intensos
E a carência de seus abraços apertados
Lua, querida…
Trazes ele para mim!
Presente melhor não há de existir
Quimeras mil
Temos a realizar
E infindáveis desejos
Para sanar.

— Alasca Young. Maio de 2016.

Anúncios

4 comentários sobre “Lua…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s