Garotas de Vidro (Laurie Halse Anderson) – A verdade nem sempre é o que enxergamos

Se segura porque hoje tem polêmica!

Título: Garotas de Vidro (Wintergirls)
Autor: Laurie Halse Anderson
Gênero: Drama/Mistério
Páginas: 272
Publicação: 2012
Classificação: ♥ ♥ ♥ ♥ (Muito bom)

download-3

Sinopse:

Lia está doente e sua obsessão pela magreza a deixa cada vez mais confusa entre a realidade e a mentira. Mas ela perde totalmente o controle quando recebe a notícia de que sua melhor amiga, Cassie, morreu sozinha em um quarto de motel. E o pior: Cassie ligou para Lia 33 vezes antes de morrer.

O que começou como uma aposta entre duas amigas para ver quem ficaria mais magra tornou-se o maior pesadelo de duas adolescentes reféns de seus próprios corpos.

Ao negar seu problema, Lia impõe a si mesma um regime cruel em que contar calorias não é o bastante. Ao omitir seu desespero, apela ao autoflagelo numa tentativa premeditada de aliviar seus tormentos. Seus pais e sua madrasta tentam ajudá-la a qualquer custo, mas nem mesmo sua doce irmã, Emma, consegue fazer com que Lia pare de se destruir. Agora, Lia precisa encontrar um modo de lidar com todos os seus fantasmas, e a morte de Cassie é um deles. Garotas de Vidro é uma história intoxicante sobre a autorrepugnância e a busca pela identidade. Neste livro, Laurie Halse Anderson aborda de modo realista a dolorosa condição de jovens que sofrem de transtornos alimentares e sua complicada relação com o espelho e consigo mesmos.

É com imensa satisfação que inicio a resenha de mais um livro arrebatador.

Lia era uma adolescente dentro dos padrões de normalidade até a obsessão inconsequente pela magreza a atingir. Sob a luz lunar e aos 9 anos, Lia e sua melhor amiga, Cassie, travaram um juramento: seriam as garotas mais magras da escola toda. Popularidade? Inteligência? Beleza? Não importavam. Elas estavam de olho somente no corpo perfeito. O corpo com cintura e quadril demasiadamente afilados, e o mínimo de gordura possível.

Sim, as Garotas de Vidro alcançaram o objetivo. Elas só não imaginaram que esse juramento traria consequências irremediáveis.

Este livro surpreendentemente chegou a mim no momento perfeito. Calma! Não sofro de distúrbios alimentares. Mas no final de Novembro houve a Feira da Saúde lá na escola, e a minha turma abordou o tema de Distúrbios Alimentares, com o foco em Anorexia e Bulimia. E como sempre, fiquei responsável pelo roteiro da nossa apresentação e esse livro me inspirou e muito me auxiliou.

10492542_774696949218988_2630606034757929607_n

A história começa a ser narrada a partir da morte de Cassie, sozinha, no quarto de um motel. As garotas estavam brigadas, no entanto, antes de morrer Cassie ligara para Lia 33 vezes. E ela não atendeu nenhuma delas. O pedido de socorro foi ignorado.

1. 2. 3. 4. 5. 6. 7. 8. 9. 10. 11. 12. 13. 14. 15. 16. 17. 18. 19. 20. 21. 22. 23. 24. 25. 26. 27. 28. 29. 30. 31. 32. 33.

A morte de Cassie serviu como âncora para Lia se afundar cada vez mais. Contar calorias não é suficiente. Passar horas sem comer virou rotina. Exercício físico em cima de exercício físico. A culpa e o remorso voltam com toda força à noite, os fantasmas, habitantes das sombras, não a deixam dormir. A garota recorre ao auto-flagelo; os cortes se intensificam e tornam-se cada vez mais profundos e perigosos. Distinguir fantasia de realidade tornou-se complicado, afinal, elas são separadas por uma linha tênue. A mãe dela, Dra. Marrigan, sufoca-a, acreditando que basta a garota ingerir alimento que tudo se resolverá. O pai, Professor Overbrook, prefere não enxergar a realidade e acha que está tudo bem, quando claramente não está. Jeneffer, a madrasta, consegue perceber a decadência de Lia, mas não pode fazer muito. Emma, a irmã de apenas 9 anos de idade, sabe que Lia sofre com distúrbios graves e chega a presenciar momentos sérios, causando vários traumas na garotinha. Isso atinge Lia em cheio, mas ela não consegue parar. Aparentemente, passar fome é a única coisa que ela é capaz de fazer bem.

hqdefault-3

Escute os sussurros que se enrolam na sua cabeça à noite, te chamando de feia e gorda e vaca e biscate e o pior de tudo: “uma decepção”. (…) Olhe no espelho e veja um fantasma. Escute cada batida do seu coração gritar que tudoabsolutamentetudo está errado com você.

“Por quê?” é a pergunta errada.

Pergunte “Por que não”?.

Laurie Halse Anderson não apenas contou uma história, mas demonstrou; inteligentemente fez com que o leitor entrasse na mente de Lia. Outro fator importante foi que o enredo focou mais nos motivos que levaram Cassie à Bulimia e Lia à Anorexia e Automutilação, e não tanto na forma como Cassie morreu, embora tenha sido trágica.

Os recursos estilísticos que a autora usou me incomodaram, mas não ao ponto de largar a história. O livro é extremamente recomendado para aqueles que se perguntam “por que passar fome de propósito?”, “para quê cortar o próprio corpo?”, “por que enfiar o dedo na garganta após as refeições?”. Fiquei muito feliz ao encontrá-lo na biblioteca da escola, pois existem tantas Garotas e Garotos de Vidro por aí. Somente na minha sala há no mínimo 7 garotas que eu sei que já sofreram com distúrbios alimentares, automutilação, distorção de imagem, depressão. Garotas de Vidro mescla tudo isso, com um embasamento científico e psicológico evidente. Chega a chocar por retratar a brutal e dolorosa realidade; é preciso estômago. Não é uma leitura leve e muito menos fácil.

tumblr_mkn1jdat9o1rjuv7so1_500

Eu não deveria. Não posso. Não mereço. Sou uma gorda gigante e tenho nojo de mim mesma. Eu já ocupo espaço demais. Sou uma hipócrita feia e malvada. Sou um problema. Sou um lixo. Quero dormir e não acordar, mas não quero morrer. Quero comer como uma pessoa normal, mas preciso ver os meus ossos ou vou me odiar ainda mais…

Eu finjo ser uma adolescente gorda e saudável.
Eles fingem serem meus pais. Está tudo bem.

Ninguém seria capaz de salvar Lia, exceto ela mesma. Procurar ajuda, o mínimo pedido de socorro que seja, é de extrema importância. É difícil manter a auto-estima elevada e uma boa relação com o espelho, sobretudo com o próprio corpo, em tempos de ditadura da beleza. Mas o melhor caminho para se combater a imposição social de perfeição que recai principalmente em mulheres e meninas, com ênfase em adolescentes, é a auto-estima, amor próprio e a consciência de si mesmo. É preciso entender de uma vez por todas que perfeição não existe. Para se ter um corpo bonito basta apenas uma coisa: ter uma pessoa feliz dentro dele. Para se ter um corpo de praia também basta apenas uma coisa: ter um corpo e ir à praia. É nosso dever, urgentemente, começar a revolução do amor próprio. Ela começa dentro de cada um de nós.

Eu girei até ficar sem controle. Comer era difícil. Respirar era difícil. Viver era o mais difícil.

Anúncios

13 comentários sobre “Garotas de Vidro (Laurie Halse Anderson) – A verdade nem sempre é o que enxergamos

  1. Já tem um tempinho que ouvi falar desse livro, e sua resenha só me deu ainda mais vontade de ler! Você escreve muito bem, por sinal. Sigo muitos blogs, mas não são todas as pessoas que realmente escrevem bem (apesar de todas gostarem muito de escrever). Abraços!

    Curtido por 1 pessoa

  2. Marcela! Primeiramente parabéns pela resenha! Eu estou louca para ler este livro, ele tem uma temática tão importante que precisa ser realmente discutida e abordada, principalmente com as meninas mais novas. Parabéns também pela iniciativa da sua escola de propor um trabalho com esse tema, com certeza vai ajudar muitas pessoas! Bjos da Cah! ❤

    Curtido por 1 pessoa

    • Muito obrigada, Cah! ❤ ❤
      O livro é realmente muito bom, mas também, por abordar tais temas, tem uma carga de drama bem pesada!
      Você tem razão, várias meninas se identificaram com as questões que a gente expôs, infelizmente. 😦
      O trabalho de conscientização é longo mas traz resultados.

      Obrigada pela visita e um beijo!

      Curtido por 1 pessoa

  3. Pingback: Leituras de 2016 #Retrospectiva2016

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s