Campeonatos de Taekwondo + Cabelo verde #Retrospectiva2016

Clima de final de ano, retrospectivas, nostalgia… E por que não relembrar e comentar as coisas boas que nos aconteceram neste ano tão complicado, não é mesmo?

151214-newyear2016-stock

Eu adoro – e admiro! – Artes Marciais, isto não é surpresa para ninguém. Comecei a praticar Taekwondo em Fevereiro de 2016, relativamente recente, ainda vai fazer 1 ano! No entanto, o esporte já me proporcionou experiências e aprendizados incríveis.

Participei do torneio Pernambucano de Karatê em 2014 – quando eu ainda praticava Karatê, é claro -, mas, como a minha idade não permitia luta, disputei nas categorias de Kata (conjunto de movimentos de ataque e defesa simulando luta imaginária com vários adversários) e Fitinha (cada atleta possui duas fitinhas amarradas ao Kimono, e o objetivo é conseguir pegar as duas fitinhas do adversário sem deixá-lo roubar as suas, com movimentos pré-determinados). Mas só em 2016, enfim disputei, na categoria Juvenil, minha primeira luta! Eu não me sentia completamente preparada, pois a competição estava próxima demais e, claro, o nervosismo crescente e essas paranoias que todo atleta tem.

Mas minha mãe fez uma aposta comigo: eu queria pintar o cabelo de azul há tempos, mas ela não deixava e nem queria comprar a tinta, então, ela sugeriu que, se eu ganhasse a luta e participasse do torneio, teria permissão para tal. Era o empurrão que precisei para focar todas as minhas energias e deixar o medo de lado. E adivinhem só? Não foi tão aterrorizante quanto pensei que seria. Além do mais, foi num Município a 2 horas da minha cidade, uma mini-viagem, e adorei conhecer Passira e passar um tempinho na estrada.

O Passira Open aconteceu em Agosto e sim, ganhei a luta e a aposta! Hahaha E o melhor de tudo: aprendi que a gente nunca se sente verdadeiramente preparado, mas é preciso tentar, pular em direção aos nossos medos, antes que ele nos impeçam de fazer o que queremos.

O segundo campeonato que participei este ano foi em Novembro, desta vez disputei na luta e no Poomsae (a mesma definição que o Kata, porém com movimentos do Taekwondo). Lembrando que cada faixa tem seu determinado Poomsae ou Kata; fiz o da Laranja, minha faixa há um mês atrás. Agora passei para Verde.

Tive que aprender a controlar o nervosismo e principalmente a ansiedade! Mas no fim deu tudo certo.

Agora vamos falar de cabelo…

Como ganhei a aposta, fiz minha mãe comprar uma tinta Azul, coleção Creative Crazy Colors, da Alfaparf, encontrada facilmente em Lojas Americanas. Uma amiga, que já pintou de Verde, Roxo, Rosa e Azul quem pintou. Mas, pasmem: meu cabelo ficou verde! Devido ao descolorante ter o deixado loiro claro, e não branco, para pegar melhor a cor. Não lamentei. Embora não tenha sido o resultado que supus, eu adorei mudar a cor e o visual, de qualquer forma. E várias pessoas falaram que combinou com os meus olhos. Ah, também acabou sendo uma previsão da minha próxima faixa: a verde! Super combinou!

 

E esse foi só o primeiro post da série de #Retrospectiva2016! 😉

Anúncios

4 comentários sobre “Campeonatos de Taekwondo + Cabelo verde #Retrospectiva2016

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s