O Auto da Hipocrisia

O Auto da Hipocrisia

oautodahipocrisia

Estavam todos no Purgatório, prestes a serem julgados por Mefistófeles (personagem satânica da Idade Média, conhecida como uma das encarnações do mal, aliado de Lúcifer na captura de almas inocentes. Em muitas culturas também se toma como sinônimo do próprio Diabo) e Araqiel (anjo com domínio sobre a terra).

– O que vocês querem? – perguntam Mefistófeles e Araqiel a Todo o Mundo e Ninguém.

– Quero ir para o Céu! – responde Todo o Mundo. – Porque sou nobre (fui rico) e semeei nesta terra filhos meus.

E Ninguém diz:

– Quero seguir à risca os ensinamentos de Cristo.

Mefistófeles e Araqiel anotam que Todo o Mundo quer ir para o céu e Ninguém quer seguir à risca os ensinamentos de Cristo.

– O que vocês fizeram em vida? – indagam o Anjo e o Demônio.

– Busquei riqueza e nutri minhas vaidades. – afirma Todo o Mundo. – Segui os padrões impostos pela sociedade.

– Busquei virtude plena e sabedoria – É a vez de Ninguém. – Fui autêntico e verdadeiro.

Mefistófeles e Araqiel anotam que Todo o Mundo buscou riqueza e nutriu suas vaidades, assim como seguiu os padrões impostos pela sociedade. E Ninguém buscou virtude plena e sabedoria, assim como foi autêntico e verdadeiro.

– O que vocês anseiam?

Todo o Mundo responde:

– Desejo amor e atenção.

E Ninguém responde: 

– Quero amar e me doar ao próximo.

Mefistófeles e Araqiel anotam que Todo o Mundo deseja amor e atenção e Ninguém quer amar e se doar ao próximo.

– O que significa a vida?

– A vida é nascer; estudar; trabalhar; procriar e morrer. Penso que devemos ser alguém na vida! – confidencia Todo o Mundo.

– A vida é um conceito muito amplo e admite diversas definições – Ninguém ponderou – É também a constante busca pelo auto-conhecimento, a realização de boas ações e a concretização de sonhos.

Mefistófeles e Araqiel anotam que para Todo o Mundo a vida significa nascer; estudar; trabalhar; procriar e morrer e pensa que devemos ser alguém na vida. E para Ninguém a vida é um conceito muito amplo e admite diversas definições. Também sendo a constante busca pelo auto-conhecimento, a realização de boas ações e a concretização de sonhos.

– O que significa a morte? – interrogam o Anjo e o Demônio.

Todo o Mundo acredita que:

– A morte é um castigo que interrompe minhas conquistas e minha vida luxuosa.

E Ninguém acredita que:

– A morte é mal compreendida e para alguns pode ser uma saída.

Mefistófeles e Araqiel anotam que Todo o Mundo acredita que a morte é um castigo que interrompe suas conquistas e sua vida luxuosa e Ninguém pensa que a morte é mal compreendida e para alguns pode ser uma saída.

O Anjo e o Demônio leem suas anotações e discutem quem escolherão:

Todo o Mundo grita:

-EU!

E Ninguém grita:

– NÓS!

Mefistófeles se identifica com Todo o Mundo e Araqiel se vê em Ninguém.

Afinal, Todo o Mundo vai para o Inferno e Ninguém vai para o Céu.

– Alasca Young e Luna Baker.

*Este conto foi inspirado numa das mais famosas peças do criador do Teatro Português (Gil Vicente): Auto da Lusitânia.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s