Com Outros Olhos (Thati Machado) – Book Tour 2017

O Devaneios da Lua foi selecionado para participar do Book Tour 2017 do livro Com Outros Olhos, da querida Thati Machado! Fiquei muito feliz com a notícia, visto que acompanho a Thati através das redes sociais já faz um tempinho e principalmente porque eu estava cheia de vontade de conhecer as obras dela.

O Book Tour já começou, o livro já passou por aqui e por isto venho trazer as minhas impressões sobre um livro sucinto, mas completamente envolvente e cheio de mensagens importantes!

Gênero: Romance
Páginas: 87
Editora: Independente
Classificação: 🌙 🌙 🌙 🌙 🌙/5

comoutrosolhosfoto

SINOPSE

A vida perfeita de aparências da jovem Lana se desfaz como pó depois de um trágico acidente com seu então namorado Lucas. Destinada a ultrapassar todos os obstáculos que a vida lhe impõe, Lana ingressa na Companhia Raoul de Teatro – com a ajuda de seu irmão – sem que saibam das suas limitações. Seus companheiros de trabalho parecem não facilitar a vida da moça, principalmente Arthur, que interpreta seu par romântico na peça. Ironia do destino ou não, Lana vai descobrir que uma vida sem luz ainda pode lhe oferecer tudo que uma garota sempre sonhou. E que as aparências… Sempre enganam.

A vida de Lana é regida por aparências. Popularidade. Festas. Bebidas. Sexo. Namorado perfeito. O que mais um jovem de sua idade poderia querer? Sua vida beirava a perfeição. Mas ninguém poderia imaginar que a “perfeição” que tanto lhe orgulhara escaparia rapidamente de si após um trágico acidente que lhe tiraria a visão.

E ela não só perdeu a visão como também perdeu o namorado, Lucas, que lhe deu um pé na bunda diante de sua condição. Mas Lucas fora tão responsável pelo acidente de carro quanto ela. Ele quem estava dirigindo – bêbado – o automóvel na hora da colisão. Mas ele conseguira sair ileso, e Lana, não.

Agora cega, Lana começa a enxergar coisas importantes que outrora ela ignorara. Ela finalmente se dá conta de que aparência não é o que define as pessoas.

“A imensa escuridão costumava me assustar, pelo menos nos primeiros meses após o acidente. Agora eu já estava mais acostumada a ela… O escuro não era algo ruim… Era algo libertador. Havia tantos cheiros, sons e nuances que só agora eu percebia. A visão é mais fácil, é claro que sim, mas ela faz com que pequenas coisas incríveis pareçam banais… Será que isso faz algum sentido?”

– Pág. 10

O crescimento e amadurecimento de Lana é evidente e muito interessante de acompanhar. Ela faz exatamente o arquétipo de personagem que mais me agrada: inteligente, forte, destemida e corajosa. Ah, e com um senso de humor incrível! Juntando todas essas qualidades, Lana decide ingressar na Companhia Raoul de Teatro, a melhor do Estado, para seguir seu sonho de se tornar uma grande atriz. Contudo, ela não quer ser reconhecida por pena, e sim, por seu talento. Por isso Lana e seu irmão Leo passam a omitir as limitações da garota e fazem com que ninguém as perceba.

Mas é claro que não seria tarefa fácil. Não quando os colegas de cena dela não parecem querer ajuda nem um pouco.

p1020841

E, mesmo contra todos os obstáculos que a vida lhe impôs, Lana consegue com êxito o papel de protagonista da peça. Qual a peça? Nada mais nada menos que Romeu e Julieta e os capítulos são divididos em atos, o que se encaixa perfeitamente no contexto. Seu par romântico acaba sendo Arthur – a pessoa que ela menos desejava para tal. Simplesmente porque supostamente não há química entre os dois. Aparentemente, eles acreditam que não há nada.

Bom, e como Lana já descobriu, as aparências sempre enganam…

O ponto alto, para mim, foi a maneira como Thati Machado conseguiu montar uma história repleta de assuntos importantes sem aquela carga pesada e densa que normalmente livros assim carregam. Ela também retratou de forma leve e inteligente o dia-a-dia de uma pessoa com deficiência visual, captando sua essência através de uma sensibilidade impressionante – o que me surpreendeu. O contato que tive com a escrita da autora foi maravilhoso e o livro poderia ter mais mil páginas! Hahaha

“Com outros olhos” é o raro tipo de livro que, em poucas páginas, imerge o leitor na história e faz com que tempos depois de lido, o leitor ainda se pegue pensando na obra. Também nos faz refletir no quanto somos superficiais e egoístas… E que, na verdade, os verdadeiros cegos não são as pessoas com deficiência visual, e sim, nós. Recebemos a dádiva de ter os cinco sentidos completos e saúde, e mesmo assim, não damos valor. Durante toda a leitura do livro, uma frase em especial não me saía da mente por ter tudo a ver com a história: O essencial é invisível aos olhos, e só se pode ver com o coração, de O Pequeno Príncipe.

E como diria Lana:

“Por muito tempo enxerguei com os olhos, agora enxergo com o coração.”

– Pág. 83


Com Outros Olhos, além de estar disponível em E-book na Amazon e em versão impressa no site da autora, o livro também está disponível no Ubook, uma plataforma de áudio-livro.


Sobre a autora:

fotothatimachado

Thati Machado nasceu em 20 de dezembro de 1990 e aos 12 anos se tornou uma grande fã de romances. Thati é blogueira no NEM TE CONTO, colunista no Burn Book e youtuber nas horas vagas! Sua missão, tanto em suas histórias como em seus vídeos, é espalhar representatividade e empatia por onde passar! Publicou suas primeiras histórias em formato de fanfic no Orkut e depois de estudar Publicidade e Artes Cênicas constatou que queria ser escritora e, mais importante, que isso era possível. Começou com a publicação independente: Ponte de Cristal, Com Outros Olhos e Doze Por Doze. Em seguida, se aventurou na plataforma Wattpad, onde já acumula mais de 1,5 milhão de leituras. Sua história de maior sucesso, Poder Extra G, foi publicada pela Astral Cultural na Bienal do Livro de São Paulo, em agosto de 2016. Atualmente, Thati está trabalhando no segundo livro da série, Singular; também lançou seu primeiro audiolivro pela Ubook: Com Outros Olhos; e em breve lançará o livro do #GPower, ao lado de outras escritoras.

 

Anúncios

8 comentários sobre “Com Outros Olhos (Thati Machado) – Book Tour 2017

    • Oi Maria!
      Tudo bem?

      Menina, foi uma leitura ótima para mim também! Você tem toda razão! Confesso que, mesmo sem perceber, imaginei o Arthur dentro daquele protótipo de personagem branco e me surpreendi quando percebi isso!
      São coisas tão naturalizadas que a gente nem para pra pensar, né?!
      Mais um exemplo do quanto o racismo e o preconceito estão incrustados em nossa mente de forma tão intensa.

      Muito obrigada pela visita!
      Esse Book Tour está sendo maravilhoso!

      Um beijo!

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s