S.O.S Mamãe de Primeira Viagem (Quotes) – Parte I

Quando o livro é bom, é repleto de frases incríveis e hilárias e o tema é importante a gente tem que disseminar, não é mesmo?! 😉 ❤

soslivro

“No início, tudo é muito novo, mas passada a euforia das primeiras semanas, em muitos momentos, me senti triste e não soube ao certo a razão, um sentimento de melancolia, um choro que saía fácil, baixa auto-estima, foram alguns dos sentimentos que misturavam-se a tantos outros.”

“A primeira descoberta foi a de um amor tão forte que chega a ser impossível descrever. Sinto que ainda não inventaram palavras perfeitas para expressar o mais nobre sentimento, que é o amor de uma mãe.”

“Não é à toa, que dizem que o primeiro filho é de vidro, o segundo é de borracha e o terceiro, de ferro. Bem como, na ordem, o primeiro seria desejado, o segundo planejado e o último, escorregado.”

“O marido já sabe o que acontece com uma grávida que não tem seus desejos atendidos. Quem vai querer um bebê com cara de maçã do amor ou de pão de mel? Claro que sei que isso é lenda, mas o que acontece com uma grávida que não tem um desejo guloso atendido, é muito pior. Realmente é muito difícil lidar com o mau humor de uma gestante. Estamos ótimas, e de um minuto para outro, já estamos aos prantos e rindo ao mesmo tempo. É, nesses momentos, sinto-me como uma louca temperamental.”

“Quando passeio nos shoppings, paro em todas as vitrines de artigos para bebês e percebo que a gravidez não é só sinônimo de comer, mas também de gastar.”

“Minha vida agora é ser uma pesquisadora sobre o mundo baby, sinto que ao final do nono mês terei meu diploma de pós-graduada em mamybaby. Estou in love com minha gravidez.”

“Confesso que em minha fantasia, pensei que ele iria me rodopiar, beijar minha barriga, que iríamos sair e já começar a comprar o enxoval, mas isso era muito clichê. Meu marido ficou ali parecendo não acreditar, pensando sei lá o que, e eu chorando, de emoção e surpresa.”

“Quando saí do laboratório, pedi ao meu esposo para me levar em uma cafeteria, pois eu queria ‘comer o mundo’, só para tirar a minha raiva de ter ficado mais de 12 horas em jejum.”

“Vou à primeira consulta com a ginecologista, mas nem sei o que perguntar. Li tanta coisa na internet que minha médica poderia se chamar Google.”

“(…) Aliás, parece que todo mundo tem um conselho para me dar. Vou precisar de um caderno e caneta para anotar tudo. Quando estou em uma roda de conversa com as mulheres da família, todas querem me dar uma dica. Agora faço parte do Clube das Mamães, e me vejo participando de conversas que antes eram totalmente alheias a mim.”

“Depois de um tempo de casamento, as pessoas começam a perguntar: e aí, quando vem o bebê? Essas perguntas são muito comuns a todo casal. Em época de namoro, perguntam sobre o casamento, depois sobre os filhos. As pessoas sempre estão exigindo um passo a mais, mas o fato é que só o casal pode definir o momento certo.”

“A gravidez pode não ter sido planejada, mas foi muito desejada, ou seja, queríamos, mas não tínhamos feito planos. Estávamos como na música do Zeca Pagodinho ‘Deixa a vida me levar'”.

“Um dia você descobre que sempre vai ter algo para conquistar, um sonho para realizar, um curso para fazer. Sempre vai ter um possível motivo para adiar a gravidez, até que o desejo de ter um filho seja mais forte que tudo e vire prioridade e, ser mãe, é a minha.”

“(…) Tenho plena consciência de que posso ser mulher, esposa, estudante, trabalhar fora e… ser mãe. Posso ser aquilo que eu quiser ser, assim como posso também cuidar do lar, largar o emprego, ficar em casa com meu filho, e, como dizem por aí, ser mãe em tempo integral, mas isso não é uma consequência da maternidade, são escolhas pessoais.”

“Dizem, que quando o amor de duas pessoas cresce a ponto de não caber mais no coração, ele transborda, aí nascem os filhos.”

Gostou dos quotes? Aproveita e dá uma conferida na resenha de S.O.S Mamãe de Primeira Viagem clicando aqui!


ab

Amanda Bonatti nasceu em Rio do Oeste, SC, em 7 de janeiro de 1987, mudou-se ainda criança para Itajaí, cidade onde estudou e trabalhou em escolas Municipais. Amanda é Pedagoga, Licenciada em Letras, leciona há 8 anos na área da Educação Infantil e anos iniciais. Atualmente divulga seus textos nas escolas e bibliotecas de Itajaí, redes sociais e em sites e blogs na internet.

 

 

 

 

Anúncios

3 comentários sobre “S.O.S Mamãe de Primeira Viagem (Quotes) – Parte I

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s