Gabriel Cossil: uma promessa da literatura nacional (entrevista + resenha de seu primeiro livro)

Entrevista com o escritor Baiano de 15 anos Gabriel Cossil

matéria01

 

Fale-nos um pouco sobre você e sobre seu livro.

“O livro se originou de uma ideia que tive, de mostrar os meus poemas que eu fiz e faço (ao todo, mais de 200).”, iniciou ele. “E também meu grande sonho sempre foi ser escritor, então estou tentando iniciar essa carreira com esse e-book. Ele se trata de uma Edição Piloto, uma prévia da Edição Final que pretendo lançar digitalmente/fisicamente pela Amazon até o fim do ano se tudo der certo. Contém 25 poesias, incluindo a especial, A Arte do Ser. A Arte do Ser é o primeiro livro da série de livros de poesias Letratando. Pretendo lançar mais livros desta série ao decorrer dos anos.”

Agora fala um pouco sobre você… Idade, cidade, e afins.

“Me chamo Gabriel Cossil (:p)”, disse ele, num tom zombeteiro. “Tenho 15 anos, sou natural de São Paulo e atualmente moro na Bahia. Sou apaixonado por cinema e tudo que envolve um roteiro de fundo. Sou gente boa!”, completou, rindo.

O que te levou a escrever um livro? Houve algum momento em que pensou em desistir?

“A paixão por historias é desde o início, sempre tive uma mente muito fértil para isso, e escrevi esse livro justamente para tentar entrar nesse mercado e ser reconhecido não só como poeta, mas também como escritor, diretor, roteirista, enfim. Várias vezes pensei em desistir, mas depois de 6 meses tentando consegui focar nele e lançar esse e-book, e atualmente já estou escrevendo outro livro, Mentes Urbanas, dessa vez de Drama, Suspense e Romance.”, explanou.

Você tem algum prazo pré-estabelecido para lançar o próximo livro? Sem querer fugir do tema principal, A Arte do Ser…

“Bom, pretendo até Julho lançar uma pequena prévia do livro, se o pedido for grande. Agora lançá-lo mesmo eu ainda não tenho uma data específica, queria lançá-lo até o fim do ano, isso depende muito de quantas pessoas estarão interessadas para ler ele.”

O que você espera que sintam as pessoas que lerão o seu livro?

“Amor.”, confidenciou Gabriel, simples e direto. “A coisa que eu quero passar é amor, e também reflexões sobre a vida, quero tocar as pessoas com minhas poesias, de tal maneira que elas vão mostrar para um amigo, namorada (o), pais, etc…”

E qual o público-alvo que você deseja alcançar?

“Não tem um público-alvo determinado, idade ou algo do tipo, quero alcançar todos os públicos, desde aqueles que gostam de ficção à fantasia, ação à sci-fi, quero alcançar todas as pessoas de diferentes gêneros.”, observou sabiamente ele.

Para finalizar: O que você acha que está faltando para que a literatura nacional seja valorizada? E o que você diria para aqueles que, assim como você, estão começando nesse ramo?

“Eu acho que falta mais incentivo para a literatura brasileira, creio que as leis de incentivo que temos atualmente como a Rouanet não estão favorecendo aqueles que mais precisam e sim aqueles que têm dinheiro (famosos); Acho que falta isso.”, ponderou, para logo após complementar: “E digo que não é fácil esse caminho, terá muitas dificuldades, estou começando agora e já sei o quão difícil é se destacar nesse mercado, mas se você conseguir seu lugar ao lado do Sol, ninguém mais te tira dali.”


Contato

Facebook pessoal: Gabriel Cossil
Fanpage: Gabriel Cossil
Letratando
A Arte do Ser
Mentes Urbanas

 


 

A Arte do Ser: primeiro livro de Gabriel Cossil 

Título: A Arte do Ser
Autor: Gabriel Cossil
Editora: Livro online, disponível no Wattpad
Gênero: Poesia
Páginas: 25
Publicação: 2016
Classificação: ♥♥♥ (Bom)

65119922-176-k284568

 

 

Sinopse:   

    A Arte do Ser é um livro de poesias originado pela grande paixão em poesias que Gabriel Cossil, seu autor, tem. São 25 poesias totalmente autorais, o livro tem o intuito de tocar o leitor na alma.

 

 O livro possui uma temática que visa poesias, inclusive belíssimas… Aonde faz o leitor cair em reflexão sobre si mesmo e seus próprios pensamentos, usando da filosofia. Tendo poesias românticas a escárnio, líricas às satíricas.

Explorando bem o universo da poesia e os sentimentos do autor, fazendo os seus leitores se identificarem com cada palavra usada. Gostaria também de ressaltar que fiquei ligeiramente orgulhosa de poder ter lido a obra e conhecido um pouco da dedicação do autor para realizá-la.

Não diz 

Amor é uma palavra bem usada, 
mas do que adianta amar se o “amor” não diz mais nada?

Pág. 4

Na estrutura do livro é perceptível a linguagem utilizada, que por vezes é rebuscada e por vezes simples, tornando a leitura interessante para quem se interessar pelo livro, assim abrangendo vários gêneros de vocabulários de diferentes indivíduos.

Também se pode concluir que a estrutura – de colocar os poemas um abaixo do outro -, torna a leitura mais livre, e diversificando os tipos de poesias, foge da monotonia de um tema só.

Finalizando, parabéns ao autor e que venham muitos outros livros!

Arrepia

O mundo se arrepia,
a vida se agonia,
o mar se lamenta, 
o ar se contenta,
a terra é barulhenta,
o som se ausenta,
e ninguém se aguenta.

Pág. 13

Obs: Este é o primeiro livro de uma série de 5 livros, do projeto “letratando”.

Recomendo a leitura!


 

Já leu?! Conte-nos a sua opinião!

Interessou-se? Não perca tempo e embarque em mais um leitura maravilhosa.