Projeto Literature-se

Este é o Jornal da escola Erem Eurico Pfisterer (Igarassu – Pernambuco), organizado pelos estudantes, visando a interação de alunos, assim como a exposição de cultura, pensamentos, e tudo que engloba a sociedade à qual estamos inseridos.

O Projeto Literature-se é uma das devariadas colunas do nosso Jornal e possui o intuito de propagar a literatura e a importância de ler. Nele você encontrará sugestões de livros, poesias, poemas, crônicas, contos, resenhas, e entre outros de autores, sejam eles conhecidos ou não – e um deles poderá ser você.

pl

 

TemaDiversificado

Poemas e poesias

Amor

Amor é fogo que arde sem se ve

Amor é fogo que arde sem se ver,
É ferida que dói, e não se sente;
É um contentamento descontente,
É dor que desatina sem doer.

É um não querer mais que bem querer;
É um andar solitário por entre a gente;
É nunca contentar-se de contente;
É um cuidar que se ganha em se perder.

É querer estar preso por vontade;
É servir a quem vence, o vencedor;
É ter com quem nos mata, lealdade.

Mas como causar pode ao seu favor,
Nos corações humanos amizade,
Se tão contrário a si é o mesmo Amor?

 Luís Vaz de Camões.

 

Drama

Meu silêncio

Meu silêncio é um modo que encontro para expor o inefável
Ele diz tudo que não consigo dizer com palavras
É preciso apenas esforçar-se um pouco para ouvi-lo
Ele revelará todos os segredos obscuros da minh’alma
Aqueles que guardo no peito e que me corroem pouco a pouco
Meu silêncio diz mais sobre mim do que qualquer outra palavra gritada ao vento
Ele é o portador de toda a minha voz
Mas ele também pode não dizer nada;
A escolha é absolutamente dele.

 Lucy Baker.

 

Desabafo

O Pássaro Azul

Há um pássaro azul em meu peito
Que quer sair
Mas sou duro demais com ele,
Eu digo, fique aí, não deixarei que ninguém o veja.
Há um pássaro azul em meu peito
Que quer sair
Mas eu despejo uísque sobre ele e inalo fumaça de cigarro
E as putas e os atendentes dos bares
E das mercearias
Nunca saberão que ele está lá dentro.
Há um pássaro azul em meu peito
Que quer sair
Mas sou duro demais com ele,
Eu digo,
Fique aí,
Quer acabar comigo?
(…)
Há um pássaro azul em meu peito
Que quer sair
Mas sou bastante esperto, deixo que ele saia
Somente em algumas noites
Quando todos estão dormindo.
Eu digo: sei que você está aí,
Então não fique triste.
Depois, o coloco de volta em seu lugar,
Mas ele ainda canta um pouquinho
Lá dentro, não deixo que morra completamente
E nós dormimos juntos assim
Como nosso pacto secreto
E isto é bom o suficiente para
Fazer um homem chorar,
Mas eu não choro,
E você?

– Charles Bukowski.

Ausência

Ausência e Presença

Sinto a ausência do sol
Dos sonhos
Que um dia tive quando menina
Ausência da cor
Do amor…
Do jeito sereno
Que a lua encarava-me
Dos teus beijos quase intermináveis…
Das antigas poesias escritas
E agora quando olho para o passado
Vejo que elas parecem tão distantes do que eu me tornei
Tão distantes da realidade atual que encontro-me.
Agora é só presença
De saudade
Angústia
Perda de um amor
E uma dose de solidão
Misturada com esses versos
Vazios de emoção.

– Luna Baker.

Questões sociais

Mulher: A igualdade é sua por direito

Lugar de mulher é onde ela quiser
Não é preciso sentar como mocinha
Ou se matar na cozinha.

Ela veste o que bem entender
Porque sobre seu corpo
Apenas ela tem o poder.
Se a chamam de mal comida
Ora, quem liga?

Agradar a macho
Ser submissa?
Isso é coisa do passado.
Na rua é assediada
Por que tão desvalorizada?

Um passa a mão
Outro se aproveita
Quando é que vai parar?
Devemos tomar providência.

– Lucy Baker.

 


• Você gosta de livros/séries/filmes e afins?

Sugestão:

Blog Aventuras de Um Leitor

Mídias sociais:

Facebook: https://www.facebook.com/aventurasleitor/
Instagram: https://www.instagram.com/aventurasleitor/
Twitter: @aventurasleitor

 


 

 

• Participe do melhor grupo literário do Brasil, e interaja com Booktubers, Blogueiros e outros Leitores:

Big Bonde Literário.

• Participe do melhor grupo de poesia do Brasil:

Moça(o), você é mais poesia…

 


 

Mande-nos seus escritos, para que eles saiam na próxima publicação do Jornal!

Chegue cá?
Aprochegue-se 
Faças de ti fonte de poesia
Transborde nas palavras
E sinta-se poetizando.

Por: Lucy e Luna Baker.