Olá insônia, minha velha amiga

insoniapost2

Olá insônia, minha velha amiga

Nos encontramos mais uma vez

Sinto lhe dizer…

Mas não, não estou feliz com nosso reencontro

Você está sempre batendo à minha porta…

Mesmo quando eu já lhe disse adeus inúmeras vezes

Ainda que perpétua companheira,

Jamais odiei tanto alguém

Como odeio você.

Nunca desejei tanto me livrar de algo…

Como quero desesperadamente livrar-me de tuas garras infernais!

Olá insônia, minha velha amiga

És tão descarada e presunçosa,

Que só apareces quando eu mais preciso de sua inexistência

Quando eu mais quero focar em qualquer outra coisa…

Que não seja você.

Olá insônia, minha velha amiga

Bilhões de miseráveis humanos afora

E você tinha que escolher logo a minha mente perturbada para fazer morada?

— Alasca Young, 12/07/2017.

Anúncios