Saudade e fogo

saudadeefogopost

Não importa o que eu faça, sua imagem continua viva em minha mente

Sempre que tento esquecer, é como se corresse em círculos

Meu coração ainda salta forte dentro do peito quando lembro do tempo que passamos juntos

Meu bem, seu perfume está impregnado na minha memória

E a tua voz rouca sussurrando em meu ouvido, dizendo que me ama, repete-se incontáveis vezes em meus pensamentos

Eu apostei todas as minhas fichas em você, 

Desde então tens correspondido a cada uma delas

Mesmo sabendo que amor é fogo…

Sinto vontade de permitir-me queimar quando estou perto de você

Nós poderíamos incendiar o mundo, baby

O impossível se torna questão de opinião quando você está ao meu lado

Dançando bêbados sobre campos minados

Nós seguimos sonhando com o amanhã que nunca chega

Eu travo batalhas assíduas com a saudade,

Porque ela é traiçoeira e está constantemente a me cercar e cegar

Mas as lágrimas que escorrem pela minha face são difíceis de controlar

Porque, garota, neste momento eu trocaria tudo para estar com você novamente.

— Alasca Young, 07/09/17.

Anúncios

Perdição

minhasombrablog

Busco; Mas não sei o quê.
Penso; Sobre tudo e ao mesmo tempo nada.
Caminho; Não me pergunte por onde!
Desejo; Sem descobrir ainda o objeto desejado.
Viajo pelas linhas tênues de minha própria razão,
Ansiando desesperadamente que a sensibilidade aflorada não me abandone.
Converso com o tempo e com ele
Choro,
Só (rio),
Brinco,
Danço,
Engano.
Derramo lágrimas de ouro e com elas, enriqueço,
Suportando o palpitar da saudade ininterrupta no peito doente.
Mergulho em mim mesmo e através de mim me afogo,
Perdendo-me no infinito de meu próprio
Eu,
Até que me ache…
Encontre…
E me perca novamente.

— Alasca Young, 17/08/17.

 

Mil formas de te amar

maosdadasblog

Amo-te como pássaro à procura de pólen.
Feito sol de início de manhã…
Amo-te sem saber como,
Por quê
Ou onde.
Amo-te sem ponto final
Apenas reticências…
Que me permitem amar-te mais!
Amo-te além da prisão do tempo e espaço
Além das montanhas
Além de mim mesma.
Amo-te por sobre datas,
Egoísmos…
Ilusões…
Amo-te através do olhar cortante da sabedoria
Debaixo da proteção dos deuses
Por intermédio do suspiro das estrelas.
Amo-te pelo tudo,
E por causa do nada: te amo.
Amo-te coloridamente…
Com a benção da escuridão.
Ao som da melodia do infinito.
Amo-te como resultado de equação impossível de ser resolvida.
Amo-te num conflito eterno entre razão e emoção!
Amo-te só porque te amo.
E à parte disso
Porque não poderia ser diferente.

— Alasca  Young, 03/08/17.

Beije-me uma vez mais antes de dizer adeus

 

bjswan

(Emma Swan e Capitão Gancho, OUAT ♥)

Sussurre em meu ouvido o quanto me ama

Abrace-me forte, como se estivesse segurando seu próprio mundo nos braços (e talvez esteja mesmo) 

Profira palavras doces e palavras sujas

Carregadas de desejo, paixão e luxúria

Toque-me e desvende-me como nunca fez antes

Olhe-me pela última vez e deixe que seus olhos te entreguem 

Exponham a verdade

(E as mentiras também)

Dance comigo sob a luz pálida da lua

Fazendo-me rir com piadas tolas

(Que só você seria capaz de contar para me ver gargalhar…)

Eternize-me em teus pensamentos

Conduza-me ao paraíso

E beije-me uma vez mais antes de dizer adeus.

— Alasca Young, 03/08/2017.

O poder de escrever – #DiadoEscritor (25/07)

Que tal comemorar o Dia Nacional do Escritor (data instituída em 1960 pela União Brasileira de Escritores, para homenagear os escritores nacionais e a produção literária no Brasil) com muita poesia e textos sobre o poder de escrever e, claro, sobre o nosso principal instrumento de trabalho: as palavras!

arianosuassunafrase

O poder de escrever

“Por que escreves poesia?”
— Sinceramente, não sei…
Talvez seja um modo de expelir essa agonia.

Meus versos são de quem lê
De quem sente!
De quem têm a capacidade de entender
O poder de escrever.

“Escreves por amor?”
— Não!
“Então seria por ódio?”
— Também não!
Eu lírico impessoal
Intransitivo
E sentimental.

Vivo para escrever
Mas quem me dera um dia
Escrever para viver.

— Alasca Young e Luna Baker.

As palavras

Têm palavras embaralhadas, confusas
Desajeitadas
Que expressam sem pudor
A felicidade e a dor
De um amor.

Outras são rebuscadas
Bem elaboradas, formalizadas
Difíceis de pronunciar
Mas que encantam o coração
Dando (tamanha) inspiração.

Tem também a abreviação…
Facilitando assim
O uso de cada expressão
Tornando mais simples a comunicação.

O que dizer das palavras…?
Que possuem grande poder
De persuadir e expressar
Através delas ganhamos…
A liberdade de criar
A imaginação soltar
E diversas histórias para contar…

— Alasca Young e Luna Baker.

DIADOESCRITOR

 

 

Há um demônio dentro de mim

demoniopost

Há um demônio dentro de mim…
Ele ressurge todos os dias
Como se nascesse das cinzas
E se exibe publicamente; sem pudor
Receio ou controle
O bom, entretanto, é que sua aparição
Depende da aparição de um outro alguém:
A mulher que roubou meu coração
Juntos, inevitavelmente, os dois conseguem extinguir
Qualquer tipo de sanidade que em mim habite
Eles gritam; escandalizam
Mergulham-me em puro horror
Tal é então a minha loucura proclamada!
Há um demônio dentro de mim
Que serve incontestavelmente à sua ama:
A mulher dos olhos de pérolas verdes
Que combinam com os meus: grandes pérolas negras
Há um demônio dentro de mim
E dentre os leigos…
Ele é conhecido como “amor”.

— Alasca Young, 29/11/2016.

Olá insônia, minha velha amiga

insoniapost2

Olá insônia, minha velha amiga

Nos encontramos mais uma vez

Sinto lhe dizer…

Mas não, não estou feliz com nosso reencontro

Você está sempre batendo à minha porta…

Mesmo quando eu já lhe disse adeus inúmeras vezes

Ainda que perpétua companheira,

Jamais odiei tanto alguém

Como odeio você.

Nunca desejei tanto me livrar de algo…

Como quero desesperadamente livrar-me de tuas garras infernais!

Olá insônia, minha velha amiga

És tão descarada e presunçosa,

Que só apareces quando eu mais preciso de sua inexistência

Quando eu mais quero focar em qualquer outra coisa…

Que não seja você.

Olá insônia, minha velha amiga

Bilhões de miseráveis humanos afora

E você tinha que escolher logo a minha mente perturbada para fazer morada?

— Alasca Young, 12/07/2017.